Semana Nacional de Mobilização e Luta Contra a Tuberculose (24/03 à 31/03)

A Tuberculose (TB) continua sendo um importante problema de saúde no Brasil. Em 2020, por exemplo, foram notificados 69 mil casos. Devido a isso, o Ministério da Saúde lançou o Plano Nacional pelo fim da Tuberculose como problema de Saúde Pública que é dividido em 4 etapas, começou em 2017 e ano de término em 2035.

As principais metas são: - Reduzir o coeficiente de incidência da TB em 90% (em relação a dados de 2015) - Reduzir o número de mortes por TB em 95% (em relação a dados de 2015)

 

SEM CONVÊNIO? SEM PROBLEMA! CONHEÇA O CARTÃO FIDELIDADE

 

Sabendo disso, vale a pena conhecer um pouco mais sobre essa doença.


Tuberculose é uma doença causada por bactérias do complexo Mycobacterium tuberculosis que pode acometer vários órgãos. Estas bactérias são transmitidas pela via aérea através de aerossóis oriundos da tosse, fala ou espirro de pessoas infectadas. Dessa forma, o principal órgão acometido é o pulmão, que é também a porta de entrada.


Já a doença não pulmonar é mais comum em indivíduos com imunossupressão grave como, por exemplo, a tuberculose ganglionar que acomete pacientes HIV Positivos

Principais sinais e sintomas:

- Tosse persistente (> 15 dias)

- Perda de peso

- Sudorese noturna

- Febre ao final da tarde


Os fatores de risco para a doença são:

- Exposição recente a indivíduo infectado

- Profissionais de saúde

- Diagnóstico de HIV/AIDS

- Tratamento prolongado com corticoides

- Desnutrição

- Malignidade

Dentre outros.


Diante de um caso suspeito, deve ser realizada baciloscopia (BAAR) e cultura em duas amostras de escarro, com intervalo de 8-24 horas entre elas e, pelo menos, uma coletada assim que o paciente acorda. Além disso, se houver disponibilidade, pode ser realizado o teste rápido molecular para a tuberculose (TRM-MB). Mas vale um alerta: se houver muita suspeita e BAAR positivo, deve ser iniciado o tratamento empírico, mesmo sem o resultado da cultura.

Caso o paciente receba o diagnóstico de Tuberculose, é de extrema importância que as pessoas que convivem com este paciente realizem o exame, mesmo que não apresentem sintomas

A Tuberculose tem cura e o tratamento é longo (por volta de 6 meses), mas se não tratada pode ser fatal e a melhor forma de prevenir, no entanto, é através da vacina BCG que consiste em bacilos vivos atenuados de Mycobacterium e é disponibilizada no SUS

E qual é o risco em caso de atrasos no dianóstico ?


Nestes casos, as possíveis complicações são: aumento do risco de neoplasia pulmonar, hemoptise (expectoração de sangue proveniente das vias aéreas), tromboembolismo, dentre outras


O Grupo Ana Rosa Saúde conta com especialistas (Pneumologistas) extremamente capacitados e prontos para fornecer todo o suporte necessário. Eles estão à disposição para cuidar de você!


AGENDE A SUA CONSULTA CLICANDO NO LINK ABAIXO



1 visualização

Posts Relacionados

Ver tudo